jusbrasil.com.br
20 de Abril de 2021

Advogado, para que?

Marcelo Santos, Advogado
Publicado por Marcelo Santos
há 4 anos

Engraçado como funciona a advocacia. Ao menos aqui no Estado do Amazonas chega a ser cômico. A justiça virou um balcão de negócios, onde o advogado entra, suplica para que o processo continue movimentando, tendo que muitas vezes se indispor com um diretor de Vara, que simplesmente não gosta de trabalhar ou não vai com a sua cara.

Claro, não são todos, mas uma grande maioria dita as regras dentro daquela Vara.

Existe processo junto a Vara Única do interior do Estado que se encontra concluso para despacho desde 2013, e detalhe, despacho para verificar os requisitos da inicial e mandar que notifique a outra parte para que seja citada e assim se iniciar o processo.

Somente em junho de 2017 é que foi determinada a expedição de mandado de citação, ou seja, 4 (quatro) anos depois de peticionado é que o juiz resolveu dar seu despacho para que a outra parte fosse devidamente citada. UM ABSURDO! (Processo n.º 0005226-46.2013.8.04.5400 – TJ/AM).

Infelizmente tem funcionado assim em algumas comarcas na região. Falta de apoio? Falta de verba? Acredito que não. O que realmente falta é a vergonha na cara.

E, se o advogado for cobrar, pedir celeridade na tramitação, reclamar ou mostrar sua indignação junto aquela vara que simplesmente não cumpre com seu dever funcional? Aí complica mais ainda, sai de lá marcado e seu processo não caminha de maneira alguma. Fica parado, esperando a boa vontade dos funcionários ali presente.

Se reclamar com o juiz, despachar com ele sobre o processo, explicar alguns detalhes, se acham os sabedores da razão, que conhecem tudo e que o advogado nada sabe, um advogado orelha, como dizem alguns dentro do fórum.

A nova mania agora dentro dos fóruns, por alguns magistrados, é se julgarem suspeitos / impedidos. Foi a Vara falar com o juiz sobre o alvará que precisa da assinatura dele, ou despachar sobre algo e ele se sentir incomodado ou o mesmo magistrado se sentir pressionado pelo advogado, não tenha dúvida que haverá um despacho nos autos o declarando suspeito, tendo seu processo que ser redistribuído.

Aí me pergunto: - Advogado, para que?

*O autor é advogado, atua na área de direito Civil, Administrativo, Criminal e Militar.

1 Comentário

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Preciso de uma orientação sobre um processo meu. 92984636373 continuar lendo